Postado por Clara Medeiros / 22 horas atrás

A nova produção da atriz, cantora e compositora mexicana se apoderou das listas da tenda digital iTunes, alcançando o número um na categoria pop e a número dois no geral. Depois do grande êxito alcançado com seu anterior trabalho como solista, Dulce María regressa com “Sin fronteras”.

O álbum foi produzido por Carlos Lara, Coti Sorokin e Dudu Borges, que brindaram, junto com Dulce María, os elementos necessários para converter “Sin fronteras” em mais um êxito. Mais uma vez, a artista demonstra seus dotes como compositora incluindo alguns temas de sua própria autoria.

Sin fronteras” contém 12 temas para todos os gostos, incluindo baladas, canções mid tempo e algumas mais dançantes. Em conferência de imprensa, Dulce María adiantou que contou com colaborações de artistas como Frankie J, Pambo e Naty Botero, entre outros. Segundo a artista, esta produção é “diferente, energética y apaixonada. Todas as canções têm sua magia e história”.

Créditos: Onda La Superestación.

Tradução e adaptação: DMBR

Postado por Caíque César / 1 dia atrás

Dulce María voltará à Argentina para apresentar seu último material discográfico ‘Sin Fronteras’. Em uma entrevista com CNN, a ex integrante de RBD afirmou que depois de sua tour pelo Brasil quer desembarcar com sua música em Argentina e Chile.

Os shows acontecerão no mês de setembro e os possíveis palcos para seus shows poderiam ser o Teatro Ópera, ou novamente, o Teatro Coliseo, onde cantou diante milhões de fãs em junho de 2011, como parte de seu ‘Extranjera On Tour’.

Vamos esperar!

Fonte: Pronto

Postado por Clara Medeiros / 3 dias atrás

A ex-RBD lança mais um trabalho solo em sua carreira musical. O segundo álbum já é vendido digitalmente pelo iTunes e deve chegar fisicamente às lojas do Brasil no mês que vem. Com dois singles já lançados, esse é, sem dúvidas, um grande trabalho da ruiva.

Nota 9 – Você vai se surpreender, pois a sonoridade de “Sin Fronteras” não é nada parecido com o primeiro single, “Lágrimas”, que conta com a participação do cantor mexicano Julión Alvarez e que não foi muito bem recebido pelos fãs, caso já criticado por esta coluna. Este é um álbum totalmente POP, que você vai querer ouvir por muito tempo. É um trabalho muito mais maduro no quesito qualidade em comparação ao “Extranjera”. As faixas estão mais ecléticas e bem produzidas.

Lágrimas” e “Antes Que Ver El Sol”, com a Manu Gavassi, foram os primeiros singles do material. “Lágrimas” teve quase 100% de reprovação e não obteve muito êxito pela América do Sul. A canção está fora do contexto do álbum.

Si Tu Supieras” foi composta por Dulce e produzida no Brasil, pelo produtor Dudu Borges (produtor de Michel Teló) . Os acordes de violão são super marcantes e têm uma pitada de batida brasileira bem sertaneja.

Corazón de Pausa” é um pop estilo anos 70 e bastante influenciada pelo ritmo espanhol. Uma ótima pedida para festas!

Girando en un Tacón” tem forte presença de dubstep e uma batida bem pesada, mas recorda momentos de RBD.

Sem sombra de dúvidas, “Te Quedarás” é uma das mais belas músicas do CD. É uma balada romântica em parceria com o cantor Frankie J. Ficou um dueto incrível!

Trazendo acordes de guitarra bens fortes na introdução e deixando um som que irá propiciar muita vontade de dançar, “Shots de Amor” é muito bem produzida.

Yo Si Quería”, composta pela própria Dulce, merece destaque por ser um dos pontos altos do disco.

E de longe a minha favorita como melhor do “Sin Fronteras”, “Después de Hoy” merece, com todas as honras possíveis, ser o próximo single do álbum.

Créditos: Bastidores da TV.

Postado por Clara Medeiros / 4 dias atrás

Na tarde desse sábado (19), Dulce María postou um novo texto em seu site, um poema sobre a páscoa e seus princípios. Confira o texto, traduzido pela nossa equipe, logo abaixo:

Espero que estes dias sirvam para lembrarmos que somos mortais, imperfeitos e que não somos indispensáveis nem onipotentes. Espero que deixemos de julgar e de condenar aos outros sem ver primeiro nossos erros, quando Deus perdoa a todo aquele que se arrepende. Espero que deixemos de assinalar, separar, descriminar, trair e até matar… Espero que não nos deixemos corromper por todas as coisas materiais, o poder, a fama, o dinheiro, pertences, no final são todas coisas passageiras e não nos fortalecem nem alimentam a alma. Espero que estes dias recordemos que há “alguém” que entregou sua vida por nós, que sofreu e chorou sangue, sacrificando-se para que nós por fim acreditássemos e por fim o seguisse… E no final parece que foi em vão, pois todos vivemos como se não existisse, nem tivesse existido… Espero que nos recordemos que cada dia é uma nova oportunidade, um novo começo, e que não estamos só… Que somos mais que um corpo e a vida verdadeira não está nesta terra… Neste mundo tudo se acaba, todo o poder e bens materiais ficam quando morrermos, só levamos nossa alma, nosso espírito, as experiências e o amor que entregaste… Espero que nos lembremos de quem nos deu a vida e sacrificou a sua por nós… Espero que recordemos que nossa verdadeira meta é transcender, nosso lugar, a felicidade completa, a paz e o amor eterno não são deste mundo… Espero que aprendamos a perdoar, começando por perdoarmos a nós mesmos. E deixemos de nos ligar à pessoas tão imperfeitas como nós e deixemos de buscar amor em pessoas que também o estão buscando… E ninguém pode dar o que não tem… Espero que encontremos a ele, espero que escutemos sua voz, espero que nos enchemos de luz, espero que tenhamos PAZ em nossa alma e mais Fé, espero que deixemos de duvidar e ainda que não seja algo que agora podemos “ver” comecemos por CRER… DM

Créditos: DulceMaría
Tradução e adaptação: DMBR

Postado por Clara Medeiros / 4 dias atrás

A atriz e cantora mexicana Dulce María promociona por estes dias seu mais recente trabalho musical, o segundo trás o fim do fenômeno mundial RBD. Agora  busca repetir o éxito obtido com as duas partes de Extranjera, o mesmo álbum que a converteu na primeira mexicana em obter Disco de Platina no Brasil.

Sin Fronteras é o nome deste novo trabalho que põe a Dulce María novamente não somente no cenário musical latino como também no olho da crítica a nível internacional. O disco está composto por onze canções, nas quais inclui um cover de Coti e duetos com  Julión ÁlvarezFrankie JPambo e Naty Botero. Além disso, a versão digital contém uma versão em português do tema Antes que ver el Sol, junto com Manu Gavassi e um bônus track intitulado En Contra.

Coti, os mexicanos Carlos Lara e Janette Chao, o brasileiro Dudu Borges e o equatoriano Daniel Betancourt foram os encarregados de produzir este álbum. O resultado são sons que vão desde balada até o pop latino, passando pelo regional mexicano, da anterior mescla de nacionalidades e sons nasce Sin Fronteras.

Agora bem, ter pertencido ao maior fenômeno musical à nível mundial da década anterior e estar precedido por um trabalho exitoso (Extranjera), se espera muito de Sin Fronteras. E ainda que o trabalho foi duro, Dulce María o conseguiu.

Sin Fronteras resulta ser uma jóia, um respiro. Brilhante, maduro, imprescindível, moderno, impossível de classificar: perfeito. Nele, Dulce olha para o futuro sem renunciar aos seus princípios musicais e mostra que quer construir seu próprio espaço e que a fórmula para fazer-lo e não morrer tentando é ir sem pressa. O maravilhoso do disco não são as letras, nem as melodias, nem os duetos: é TUDO.

Agora bem, ao ter o disco em minhas mãos e escutar cada um dos temas que integram é impossível entrar no jogo do eterno dilema existencial sobre qual tema é melhor que o outro, sobretudo tendo em conta que ainda não se escolheu o terceiro single, e é que Dulce no deixou cabo solto pois fez o que todo cantor deveria fazer em cada trabalho: reinventar a quem escutamos, mas não com algazarras, e sim com o dilema exposto anteriormente. É muito difícil?

O fato é que cada um dos onze temas de Sin Fronteras tem muito o que dizer. Si Tu Supieras nos surpreende com um som inicial que invoca o pop latino e que fazia a parte do coro surpreende com uma mescla de música regional mexicana. Lágrimas (junto com Julión Álvarez) representa sem dúvidas a quota de sentimento mexicano do disco. Antes Que Ver el Sol demonstra que nem todos os covers são ruins, esta nova versão é moderna, explosiva e brilhante e ainda que pareça irônico, autêntica.

A balada Te Quedarás resulta em ser o tema mais forte e demolidor do disco, sem dúvidas o ponto mais alto do amadurecimento musical de Dulce María, é um tema desgarrador, que move as entranhas e desarma até um coração de pedra, além disso, excelente interpretação de Frankie J. Tomara se escute como terceiro single.

Na canção Corazón en Pausa, a melodia inicial nos lembra aos discos de vinil, isto junto à voz da intérprete a convertem em um dos melhores temas do álbum.  Em Después de hoy, por exemplo, nos estrelamos com uma canção “de cantiga”, uma canção de taças, de amor mal satisfeito, um tema monstruoso, no melhor sentido da expressão. Sem dúvidas, junto a Te Quedarás, funcionaria como single.

Outra balada corta pulsos é Yo Si Quería, a canção de maior duração neste trabalho. Aqui se reflete a qualidade interpretativa de Dulce, junto a uma letra que sem dúvida fará chorar a vários. Em contraste, Cementerio de Los Corazones RotosO Lo Haces Tú o Lo Hago Yo e Girando en un Tacón representam as raízes do pop latino dentro do disco, um pop maduro, alegre e contemporâneo.

O álbum encerra com Shots de Amor, em colaboração com Pambo e a irreverente cantora colombiana Naty Botero, um tema pop bastante movido, que destila magnetismo e sensualidade ainda sem ter um vídeo que o demonstre.

Para encerrar esta crítica, Sin Fronteras estreou ontem, quinta-feira, no sexto lugar do Latin Pop Albums de Billboard, a tão somente uma semana de sua estreia, superando De Película de Gloria Trevi y Solo para Mujeres de Ricardo Arjona.

 Créditos: Si Ves TV
Tradução e adaptação: DMBR

Postado por Caíque César / 6 dias atrás

Um disco diferente ao que geralmente temos escutado da cantora, compositora e atriz Dulce María, ex integrante do desaparecido grupo RBD, quem nos apresenta seu segundo álbum ‘Sin Fronteras’, que já está entre os discos mais vendidos em México e alguns países da América Latina.

Como o nome do disco diz, Dulce María volta ‘Sin Fronteras’ e disposta a conquistar aos públicos mais exigentes, com este disco no qual compós a maioria das músicas, ao lado de Coti, Janette Chao, Pambo e José Luis Roma de Río Roma, no qual se incluem duetos que jamais haveríamos imaginado que Dulce faria como Julión Álvarez, Frankie J, Naty Botero e Pambo.

É um disco diferente até com toques e ritmos distintos, no disco podemos encontrar até ritmos mexicanos com uma tentativa de ranchero em ‘Después de Hoy‘, um pouco de acordeom em ‘Antes Que Ver el Sol’ e ‘Lágrimas‘, até piano estilo espanhol em ‘Cementerio de Los Corazones Rotos’, deixando claro que Dulce María se reinventa a cada passo que dá.

Eu que tenho a oportunidade de escutar o disco e que me encanta escutá-los completos, posso dizer que é verdadeiramente uma jóia, sem exagerar e não porque sou fã, já que vocês sabem que escuto muita música e recomendo diversos gêneros, mas este disco é de verdade digno de trazer no Ipod e de botar no carro a todo o volume enquanto você dirige até o seu destino, cantando cada faixa com os pulmões.

Os detalhes da produção do disco estão muito bem cuidados e realmente vale a pena não só escutá-lo como também comprá-lo, além de estar com um preço muito acessível, o único que eu mudaria seria a arte do disco que deixou a desejar muito, e não me refiro a capa que gostei bastante, mas falo do livrinho no qual está bastante pobre, sem brincadeira, e até sem letras das músicas e o disco sem cor, assim ao natural é a parte que não gostei, mas o conteúdo do mesmo, ou seja, as músicas, sai para resgatar o que não te oferecem na apresentação.

Fonte: Nenonrringos

Postado por Clara Medeiros / 1 semana atrás

Esta terça 22 de abril a cabine HD estará “Sin Fronteras” com a presença de Dulce María no Streaming 97 7.
Veja a transmissão ao vivo a partir das 14:00 (horário de Brasília) do dia.
A conexão será em 977.mx.

Créditos: Rádio 97.7 FM.

Postado por Caíque César / 2 semanas atrás

A Universal Music Brasil anunciou por meio da sua página no Facebook que o novo disco da cantora mexicana Dulce María, ‘Sin Fronteras’, será lançado em maio em seu formato físico no Brasil, ainda sem dia exato. Já é possível  ouvir o disco da diva desde o dia 8 deste mês de abril, por meio de plataformas digitais como iTunes, Amazon, Deezer e diversas outras.

 

Fiquem de olho no DMBR! Atualizaremos assim que sair mais informações, ou quem sabe, uma pré-venda online do disco físico.

Fonte: Universal Music Brasil

Postado por Ariane / 2 semanas atrás

Dulce María está à procura de uma segunda edição de seu livro ‘Dulce amargo’, com material extra que foi gerado nos últimos meses, e lembrando que com este livro ela passou por uma nova fase em sua carreira, em que através da poesia chegou ao coração de seus fãs.

À respeito, a cantora comentou: “É praticamente o mesmo livro, mas num formato diferente”. O sucesso do livro foi tão grande que já foi solicitado em outros países.

O livro foi publicado há 6 anos atrás, e ela está satisfeita com o resultado, tal qual disse: “Afinal de contas as pessoas podem enganar, mas há muitos testemunhos vindo dos meus fãs, que tem entre 11 a 23 anos, de que para eles sim, o livro fez a diferença”.

Além disso Dulce María afirmou que o material será traduzido para o português.

Fonte: tvnotas.com.mx

Postado por Ariane / 2 semanas atrás

A cantora Dulce María está divulgando seu recém-lançado álbum, dando várias entrevistas e, em uma delas, foi questionada sobre sua opinião acerca da pausa na carreira da Anahí. As duas trabalharam juntas na novela “Rebelde” e no grupo pop RBD, contabilizando cinco anos de parceria.

Ao contrário dos fãs da Anahí, que reclamam do hiato, Dulce apoia a decisão da ex-colega de grupo. “Acho que ela sempre foi coerente com seus sonhos e, se isso a faz feliz… Acho que ela merece toda a felicidade, porque vem trabalhando há muitos anos. Acredito que ela merece fazer uma pausa”, opinou. “Seus sonhos podem mudar, e você tem que ir atrás deles”.

Mais reclusa do que nunca, Anahí atualmente desfruta da vida de primeira dama de Chiapas. Ela namora o governador Manuel Velasco, e faz um trabalho social com crianças, combatendo a violência doméstica, principalmente.

Fonte: POPline


Top